Itens essenciais para Peregrinar

ITENS ESSENCIAIS PARA PEREGRINAR

O ato de peregrinar cresce cada dia mais e ser peregrino de primeira viagem traz inúmeras dúvidas e insegurança. Quando eu fui organizar a minha peregrinação tive inúmeras duvidas do que levar, quanto de cada e se realmente usaria cada item.

Durante o caminho eu pude vivenciar, saber o que faltou, o que não foi necessário e levar itens a mais é levar peso desnecessário.

Todo mundo no início tem aquela dúvida “O que preciso levar na peregrinação?”. Depois é “O que levar na mochila? “Qual mochila?””. Não sou a expert na peregrinação, ainda não fiz vários caminhos, mas te garanto uma coisa, eu pesquisei muito, tive dificuldade em encontrar algumas informações e passei a primeira peregrinação bem mais tranquila depois de “estudar” bastante sobre o assunto e acredito que essa base que vou te passar vai te ajudar bastante.


1. MOCHILA

O primeiro de todos os itens deve ser a mochila, apesar que acho que talvez teria um empate com a bota. 😆😁

O ideal é comprar a mochila com um tempo de antecendência pra poder se adaptar com a mochila, encontrar o encaixe no corpo. A minha mochila é ideal pra trekking, é de 50+10lts, algumas pessoas no caminho acharam grande. Ela pesa 2,4kg que é algo que te barra no peso, já que o ideal é carregar até 10% do seu peso, mas testei uma mochila menor de 30lts e sério não iria caber as coisas básicas pra levar e não tinha um encaixe tão bom no quadril como essa.

Esse modelo é a Forclaz Trek 900 50+10 da Quéchua, tem uma excelente barrigueira.

O principal detalhe ao escolher a mochila é: a barrigueira tem que ficar bem presa no corpo, vai retirar todo o peso da mochila das costas e transferir para as pernas tendo mais conforto e força pra aguentar o dia a dia. E claro, a presilha no rumo do peito, assim a mochila cola no seu corpo.

Segundo, ser respirável nas costas, evitando o suor nas costas. Essa mochila fica totalmente fora das costas, eu AMEI a minha mochila, agradeci todos os dias o valor pago nela. Sério, não é algo barato, porém vale cada investimento.

Dentro ela tem uma função que prende tudo por dentro como aquelas fitas de mala, deixando tudo firme. E a parte de cima ela solta e vira uma pequena bolsa facilitando nos passeios na cidade. E as telinhas ajuda bastante em pendurar as roupas molhadas.


2. BOTA

Outro investimento é a bota. Aconselho investir sem dor no bolso na bota, vale a pena cada centavo pago em uma boa bota. Afinal, são os seus pés que te aguentam dia e noite em cada km andado. 😅😆

Bota é super individual, o importante é que seja confortável, leve e impermeável. Porém o mais importante ainda é que seja “amaciada” antes da peregrinação por pelo menos uns dois meses antes.

Eu gosto da bota de cano alto, algumas pessoas vão preferir tênis ou tênis de trilha. O solado muito liso sem essas garrinhas vai te prejudicar nas trilhas, podendo escorregar. Essa bota é da Quéchua MH 500 impermeável, achei mais confortável do que o tênis que tinha levado e nem usei. Hoje só levaria a bota, a papete e mais nada.

A bota deixa o pé bem mais firme por causa do cano alto e quando chove facilita em deixar o pé seco.

Dica de ouro: Na subida deixa a bota “frouxa” e na descida deixa a bota bem “apertada”, assim evita de bater a ponta dos dedos na bota e de perder as unhas.


3. FLEECE

Fleece é um casaco mais leve pra enfrentar o inverno ou friozinho ao amanhecer o dia. Na foto tem dois fleeces, o primeiro é respirável com telinha na lateral, talvez sendo considerado um fleece / corta vento, não sei dizer se realmente é considerado como corta vento. Eu utilizei ele todos os dias e alguns momentos usava segunda pele por baixo. E sério, eu usei por 14 dias sem lavar, não ficou nadinha do cheiro do suor.

O outro fleece é mais quentinho, mas grossinho, comprei no final da peregrinação quando os dias ficaram bem mais frios (2 graus). Ele é mais grossinho, ocupa um pouco mais de espaço. Tem fleeces mais finos que aquecem bastante, o único problema que não são tão baratos assim, como tudo, vai depender do que cada um está disposto a gastar.


4. PAPETE

Eu sei que você vai dizer que ela não é tão linda assim pra passear na cidade, maaas pode confiar, você não vai se arrepender em comprar uma papete. 😆

A papete é ótima por ser adaptável na trilha, tem a ponta mais altinha pra evitar de entrar pedrinhas, deixa o pé respirar e descansar da bota, pode molhar e seca rápido.

Papete é a sandália que você vai utilizar pra tomar banho, andar na pousada, em tudo. É essencial e bem melhor do que havaianas.


5. ITENS GERAIS: PROTETOR SOLAR, VASELINA, TALCO, ÓCULOS DE SOL, CHAPÉU/BONÉ

Vamos lá… Esses ítens são essenciais mesmo.

A vaselina vai ajudar os pés a deslizarem dentro da bota e evitando bolhas. O talco vai por cima da meia e vai ajudar a manter os pés secos.

Protetor solar é importante pra evitar queimar, como o chapéu e os outros que também ajudam nisso.


6. CAPA DE CHUVA / ANORAK

Capa de chuva é algo que você só não leva se tiver certeza que não vai chover de forma alguma. Lembrando que é importante capa de chuva pra mochila e calça impermeável.

Eu peguei dois dias com uma mega chuva, usei calça impermeável (ajuda a não entrar água dentro da bota), anorak, capa de chuva na mochila e mais o pancho que é outra capa que vai por cima de tudo. 😅 Ficar molhado é correr o risco de ter hipotermia, então só não leva se tiver 1000% de certeza que não terá chuva. Rsrsrs

Sim, essa sou eu com todas as capas. 😆

EXTRA OPCIONAL: BASTÃO

Por que o bastão é opcional? Por que vai depender de cada pessoa. Eu achei essencial, porém vejo muitas pessoas sem. Um bastão ajuda bastante em tudo, na subida e na descida. Dois bastões precisa ter mais prática pra utilizar, então eu recomendo o uso de pelo menos um bastão.


Claro que terá outros itens essenciais, porém esses são os que você precisa olhar com um pouco mais de atenção pra não esquecer nenhum deles e investir um pouco mais em alguns.

Outra dica: não utiliza camiseta de algodão, não secam rápido, não são respiráveis. Se for pra indicar algo realmente bom, indico camisetas com lã merino que não fica com cheiro do suor.

Eu confesso que tiveram momentos que pensei “Será que compensa gastar tanto com essa mochila ou blusa?”. O investimento é alto, só que vai durar por muito tempo e a quantidade é pouca, até porque você está indo fazer uma peregrinação e não um passeio com várias opções de roupa, a mochila não cabe e nem você aguenta o peso excessivo. Durante o caminho eu agradeci por cada peça que escolhi, valeu a pena o investimento.

Não levaria o tênis, usei muito pouco. Algumas pessoas se adaptam melhor com tênis ou levam tênis e bota. Hoje eu levaria somente a bota e a papete, nada mais de calçado.

Espero que tenha gostado das dicas, deixe comentários, divulga com os amigos e boa peregrinação.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: